domingo, 10 de julho de 2011

E agora o momento Monty Python

Eu tenho um vulcão prestes a explodir no nariz. Eu quando falo da mãe de todas as borbulhas, não é uma hipérbole. É mesmo uma daquelas coisas que se eu visse no nariz de outrem, jamais, em tempo algum, seria capaz de desviar o olhar.

Ora, se ontem, a coisa era 'abafada' pelos óculos escuros, hoje, toda ela se mostra em toda a sua glória. E eu não consigo deixar de imaginar, a cada segundo, uma cena tipo a da foto, com as cinzas (eu prefiro imaginar cinzas e a borbulha é minha, portanto, eu imagino o que quiser!) do dito a fecharem todos os aeroportos e assim...

2 comentários:

Charlotte disse...

Bota Tea Tree Oil nisso, melher

Iceberg disse...

Quanto não valem os meus comentadores!

;)