sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Postergar: Exemplo prático

Ou então largo isto tudo e vou ali buscar o meu anel que já veio da reparação.
Aproveito e compro a revista da programação da TV alemã que a vizinha me pediu e, já que estou na rua, vejo isto.

Se calhar, tenho imenso que fazer para além das arrumações...

5 comentários:

Menino De Sua Mãe disse...

Se os papéis esperaram cinco anos também esperam mais uns dias, não?

(o filme parece giro. fez-me lembrar uma coisa que ando a ler.)

Ana Sousa disse...

Isso é filme para "ofuscar" qualquer pessoa... :p

Iceberg disse...

Ana, pensei logo e ti assim que li a sinopse!
:)

Iceberg disse...

Menino, e que anda a ler que tenha assim um carácter tão romântico?

Menino De Sua Mãe disse...

O parelelo que tracei nem será pelo romantismo, é mais pelo cenário de perda de memória, do voltar a ser quem éramos e não quem somos, mas estarmos dissociados do mundo, que entretanto avançou sem nós.

O filme parece tentar ver a coisa pelo outro lado, pelo lado de quem tem de reconquistar quem já não sabe quem nós somos. É coisa para me interessar - é o inverso do que estou a ler, pode ser giro ver os dois lados da coisa ao mesmo tempo.